Cegos para a Verdade

Existem muitas versões para esta fábula dos cegos e o elefante. Todas com a mesma essência. Segue uma colocada em forma de poema por John Godfrey Saxe (1816-1887):

Eram seis homens do Industão
Que gostavam muito de aprender
E que foram um elefante ver
(Apesar de serem todos cegos)
Cada um fez sua observação
Na tentativa de se satisfazer
.
O primeiro se aproximou do elefante
E quase a cair
Contra o lado firme do gigante
Logo começou a branir
“Deus me ajude, mas o Elefante
é muito parecido com uma parede!”
.
O segundo, sentindo a presa,
Gritou, “ Oh, o que temos aqui,
Tão redondo, liso e afiado?
Para mim está claro
Que a maravilha do Elefante
Se parace com uma lança!”
.
O terceiro se aproximou do animal,
E aconteceu de tocar
Na tromba com as suas mãos,
E assim sem medo falou
“Agora eu vejo”, ele disse, “o Elefante
Se parece com uma serpente!”
.
O quarto alcançou uma pata
E a sentiu próximo do joelho,
“Que maravilhosa besta é esta
É bem direta” ele disse;
“Está claro que o Elefante
Se parece muito com [tronco de] uma árvore!”
.
O quinto, que tocou a orelha
Disse “Até o mais cego
Pode dizer que ele se parece mais,
Negue quem puder,
O maravilhoso Elefante
e muito parecido com um abanador!”
.
O sexto logo começou
A tentar agarrar a fera,
quando o rabo se movimentou
E o sentimento que ele sentiu:
“Eu vejo”, ele disse, “o Elefante
Se parece com uma corda!”
.
E estes homens do Industão,
Discutiram alto e por muito tempo,
Cada um a sua própria opinião
Mantendo uma firme posição,
E apesar de cada um estar certo em parte
Todos estavam equivocados [no Todo]!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: