Veste Divina

Nas marés da vida, na tormenta dos fatos

flutuo para cima e para baixo,

ondeio para a frente e para trás!

Nascimento e túmulo,

um mar eterno,

um tecer mutante,

um viver ardente —

assim trabalho no sibilante tear do tempo,

criando para a Divindade uma vívida veste.” Goethe

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: